Facebook UEE
Twitter UEE
Youtube UEE
Instagran UEE

Evento reúne estudantes do estado de São Paulo para workshop de comunicação

Por: Gabriel César - 26/03/2018

O evento “Comunica, SP!”, realizado pela União Estadual dos Estudantes de São Paulo, neste último sábado (24 /03), na Sede das entidades estudantis, reuniu estudantes do estado para uma palestra sobre "Narrativas Midiáticas na Era Digital" e diversas oficinas com o intuito de se discutir o poder da comunicação e de ensinar a usar essa ferramenta como um agente de mudanças.

O workshop foi aberto à todos os estudantes do estado, de todos os cursos e totalmente gratuito. Entre os palestrantes, nomes conhecidos no ramo da comunicação, como o de Laura Capriglione (Jornalistas Livres) e Leandro Bernardes (Estadão) mas também nomes de grupos de comunicação cada vez mais conhecidos como o de Camila Ribeiro (Cuca da UNE), Ana Flavia Marx (Barão de Itararé) e Rafael Vilela (Mídia Ninja).

A mesa dos palestrantes foi aberta pela atual presidenta da UEE SP, Nayara Souza que falou sobre todas as dificuldades que existem na universidade, desde as demissões de professores até a diminuição da carga horária das aulas e lembra que a saída, é o movimento estudantil. “Existe uma série de coisas que têm acontecido nas nossas universidades, em que o movimento estudantil é a nossa principal linha de frente e é o que denuncia mas também apontar a saída", em seguida Leandro Bernardes do Estadão diz que a mídia têm cada vez mais abraçado causas sociais. “A publicidade, o marketing, nada mais é que um reflexo da nossa sociedade, que vêm com uma cobrança, com pautas sociais, consequentemente a publicidade vai abraçar isso e vai exponenciar isso através de campanhas”.

Já Laura Capriglione, ex repórter da Folha de São Paulo e fundadora do JL diz que ainda que as grandes mídias adotem causas sociais, dentro dela mulheres, LGBTs e negros ainda não têm espaço, e provoca “Hoje estamos assistindo muito isso, a imprensa de imagem, é aquela coisa de ‘ o cara apoia o golpe, mas ele defende as mulheres’, mas ai que é interessante pensar, até que ponto eles chegam, até que ponto eles estão defendendo as mulheres de fato?”. Em seguida, Camila Ribeiro, atual coordenadora do CUCA da UNE, enfatiza a importância da existência do CUCA como mídia dos estudantes, “O CUCA nasce e começa a olhar com o objetivo de produzir notícia e contar nossa história, justamente por uma necessidade social, da gente ser respeitado, ainda precisamos encontrar o nosso reconhecimento simbólico e transformar as estruturas da universidade”.

Rafael Vilela, repórter do Mídia Ninja, conta um pouco da história da organização e como é importante ter alguém mostrando o outro lado das coisas, pois não existe um jornalismo imparcial, além de pontuar sobre a ‘imprensa de imagem’ e seu abraço às causas sociais, “A gente ta sempre refletindo até que ponto essas coisas podem ir, quais são os limites, se é mesmo transformador ou não”. Ana Flávia, atual coordenadora do Barão de Itararé, pontua sobre a desfeita que é feita com os jornalistas e que isso interfere diretamente na nossa sociedade, “Eles tentam rebaixar o jornalismo, ao mesmo tempo que tentam rebaixar a própria democracia, porque o jornalista é importante para o desenvolvimento da democracia. A gente precisa defender o jornalismo”.

Por fim, os estudantes presentes fizeram perguntas, quais foram respondidas pelos palestrantes, após isso iniciaram-se os trabalhos nas oficinas de Redação, Audiovisual, Fotografia e Marketing Digital onde os participantes aprenderam a fundo como utilizar esta importante ferramenta que é a comunicação.


(Gabriel César é estudante de História  da FMU e participou da Oficina de Redação Jornalística; esse texto de sua autoria, é resultado do trabalho realizado no Workshop)



   
Tags: Comunica, SP
   DENÚNCIAS
Confira as denúncias


© União Estadual dos Estudantes - 2014 / 2018
Rua Vergueiro, 2485 - Vila Mariana
contato@ueesp.org.br
(11) 5539-2342

Site criado por: Piovezam Soluções Web