Facebook UEE
Twitter UEE
Youtube UEE
Instagran UEE

Estamos trabalhando pelo Bom Prato Estudantil

Por: Sara Puerta - 05/10/2017

No ano de 2015, a UEE-SP protagonizou uma das mais importantes lutas pela educação, ao lado de movimentos e organizações sociais. Por meio de muita mobilização e presença constante na Assembleia Legislativa de São Paulo, impediu que, em sessões na surdina, fosse aprovado o Plano Estadual de Educação - esse que seria o responsável por elevar o patamar da educação em São Paulo, em qualidade, universalização do acesso, investimento, permanência estudantil, e mais uma série de metas.


O Plano que os deputados votariam na Comissão de Educação e  Cultura  era "vazio", e foi construído sem diálogo algum, sem levantar em conta importantes reivindicações do movimento estudantil e de organizações sociais.
 
Com três sessões "derrubadas"e pressão dos estudantes, a ALESP se comprometeu em realizar seis audiências públicas pelo estado de São Paulo para construir um PEE de verdade, que contemplasse as verdadeiras necessidades da educação, estudantes, professores e a sociedade, no geral!


Quase um ano depois, a vitória da mobilização se consolidou!
Em junho do ano passado, a ALESP aprovou um Plano Estadual de Educação que incluiu as 21 metas revisadas com as propostas da UEE-SP.


O último ano foi marcado pelos importantes no avanço das cotas, que corresponde a meta 12 do PEE e que garante acesso à universidade pública por grupo historicamente excluídos.
Agora, as políticas de assistência estudantil, defendidas pela UEE-SP, começam a sair do papel. O Projeto de Lei 542/2017, do deputado estadual Marco Vinholi (PSDB), que está em tramitação, prevê a construção de um Bom Prato Estudantil, na Rua Vergueiro, região central da cidade, e é o maior corredor universitário da América Latina, onde circularam milhares de estudantes diariamente. O restaurante irá levar uma grande opção alimentação de qualidade, saudável e com preço acessível ao local.

" O Bom Prato Estudantil é uma importante iniciativa para permanência dos estudantes. A alimentação é um gasto que faz o orçamento subir muito, e um agravante é que há poucas opções saudáveis e baratas em torno das instituições de ensino. Essa é uma das nossas principais bandeiras e a nossa luta é que esse tipo de restaurante avance em unidades por todo o estado de São Paulo", afirma Nayara Souza, presidenta da UEE-SP.
UEE-SP com deputado estadual Marcos Vinholi (PSDB). O projeto tem apoio da também deputada Leci Brandão (PC do B)


Assine a petição para que o PL do Bom Prato Estudantil seja aprovado: https://goo.gl/xh8dvM


   
Tags: Bom Prato Estudantil
   DENÚNCIAS
Confira as denúncias


© União Estadual dos Estudantes - 2014 / 2017
Rua Vergueiro, 2485 - Vila Mariana
contato@ueesp.org.br
(11) 5539-2342

Site criado por: Piovezam Soluções Web