Facebook UEE
Twitter UEE
Youtube UEE
Instagran UEE

Guarujá tem seu primeiro DCE

Por: Sara Puerta - 13/04/2017

No último dia 5, 12 estudantes do campus do Guarujá da Unaerp (Universidade de Ribeirão Preto) tomaram posse da diretoria do primeiro do DCE da universidade e também da cidade da baixada santista.
O processo eleitoral surpreendeu toda a comunidade acadêmica: ao que parecia, quem ia levando a direção da entidade era uma chapa composta apenas por estudantes do curso de Direito. 
"Nos 45 minutos do segundo tempo,um dia antes do prazo final estipulado pelo edital, inscrevemos uma chapa com representantes de diversos cursos", conta Evandro Cabral, estudante de engenharia civil e presidente do DCE pela chapa eleita, a i9
Evandro conta ainda que não houve grande divulgação do edital, e eles acreditam que isso aconteceu para não trazer concorrência. "Começamos nossa campanha bem depois, com apenas três dias por semana para passar em sala de aula, porém conseguimos alcançar as pessoas".
A adesão da primeira eleição foi grande: dos 1700 estudantes, 900 votaram (a i9 teve 449 votos)
Pelos próximos dois anos, a entidade - tempo de duração de cada gestão, com possibilidade de uma reeleição - irá promover a fundação dos Centros Acadêmicos dos cursos da universidade e se mobilizar para a criação de DCE´s em outras universidades, para fortalecer o movimento estudantil.
"Também vamos construir com a reitoria um diálogo para pensar em novas formas de segurança para a universidade, tanto quanto ao seu acesso, quanto entorno, uma vez que acontecem constantes denúncias de assaltos."
Representatividade feminina
60% dos estudantes da Unaerp do Guarujá são jovens, na faixa dos vinte anos, e o restante são pessoas com mais de 30 anos. Para compor a diretoria, essa diversidade etária foi mantida e dos 12 integrantes da diretoria 8 são mulheres.
Melina Bombach, secretaria e diretora de cultura do DCE avalia que as ações voltadas para as mulheres incluem também mobilizações por mais segurança, diálogo com a prefeitura para reavaliar a quantidade de ônibus disponíveis próximos às universidades, uma vez que as estudantes ficam muito tempo nos pontos à noite e chegam muito tarde em casa, comprometendo suas jornadas diárias.
"A entidade representativa dos estudantes surge também para inovar, mudar a universidade e a cidade", avalia.


   
Tags: Movimento Estudantil
   DENÚNCIAS
Confira as denúncias


© União Estadual dos Estudantes - 2014 / 2017
Rua Vergueiro, 2485 - Vila Mariana
contato@ueesp.org.br
(11) 5539-2342

Site criado por: Piovezam Soluções Web